Sexta Legislatura (1967 a 1970)

Vereadores Eleitos:

* Antônio Ventura de Oliveira – Presidente
* Domingos Vital da Silva – Vice-presidente
* Joaquim Bezerra Pereira – 1º Secretário
* José Ulisses de Oliveira – 2º Secretário
* Dalmácio Lúcio da Silva
* Lourenço de Almeida
* Agripino Alexandre dos Santos
* João Nunes Ferreira
* Pedro Alexandrino dos Santos

Suplentes que assumiram:

AOS 23 DE AGOSTO DE 1969, ASSUMIU O SUPLENTE DE VEREADOR JOVENTINO GALDINO DA SILVA, OCUPANDO A VAGA DO VEREADOR AGRIPINO ALEXANDRE DOS SANTOS, POR UM PERÍODO DE 180 DIAS.

Fatos históricos desta Legislatura

Posse dos vereadores eleitos e eleição da Comissão Executiva da Câmara Municipal de Arapiraca – Sessão do dia 1º de fevereiro de 1967 . Estiveram presentes, com assento à Mesa Diretora: Prefeito do município Sr. João Lúcio da Silva, Dr. Ivan Vasconcelos Brito, Juiz de Direito da Comarca: Cônego Epitácio Rodrigues, Professor Raimundo Araújo, Dr. Moacir Teófilo, Consultor Jurídico da Casa, e Dr. Miguel Valeriano da Silva, Consultor Jurídico da Prefeitura de Arapiraca. Procedida a Eleição da Mesa Diretora, foram eleitos: para Presidente, Antonio Ventura Oliveira, Vice-Presidente, Domingos Vital da Silva; 1º Secretário, Joaquim Bezerra Pereira e 2º Secretário, José Ulisses de Oliveira. (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Eleição das Comissões Permanentes – Comissão de Justiça, Legislação e Redação final: Presidente Joaquim Bezerra Pereira, Relator, Dalmácio Lúcio da Silva e Secretário João Nunes Ferreira. Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas: Presidente Lourenço de Almeida, Relator Joaquim Bezerra Pereira e Secretário Domingos Vital da Silva. Comissão de Viação, Obras Públicas e Posturas: Presidente Dalmácio Lúcio da Silva, Relator José Ulisses de Oliveira e Secretário Pedro Alexandrino dos Santos. IPAMA-Instituto de Previdência e Assistência Municipal. Aprovado Projeto de Lei nº 3, do Poder Executivo, que cria o referido Instituto (Sessão Ordinária do dia 29/04/1967)(Leia a ata desta sessão na íntegra). Extinção do IPAMA – Projeto Lei nº 6/69, (Sessão Ordinária, 07/06/1999 – aceitação.

Batalha dos subsídios dos vereadores: Discurso do vereador Lourenço de Almeida, da Tribuna da Câmara na Sessão Ordinária do dia 20/05/1967 (Leia a ata desta sessão na íntegra), disse: “Que há muito vem sendo discutida nas Assembléias Estaduais e no Congresso Nacional que atendem apelos dirigidos pelas Câmaras Municipais de todo território Nacional.” Lembra o Projeto de Lei do Senador Arnon de Melo que, embora não fosse o ideal, concorreu para que despertasse o Deputado Cleto Marques Luz que, aproveitando o ensejo, redigiu imediatamente um Projeto no mesmo sentido, muito mais condizente com a realidade democrática. Em seguida, requereu que fosse redigido um telegrama Congratulando-se com o Deputado Cleto Marques pela iniciativa de seu Projeto, fixando representação aos Vereadores sem subsídios .

Hino da Independência de Arapiraca – Projeto de Lei nº 16 de autoria do Vereador Agripino Alexandre dos Santos, aprovado em Sessão ordinária do dia 07 deoutubro de 1967. (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Letra original
(seguindo as regras gramaticais vigentes na época)

No Estado de Alagoas
Uma cidade se destaca
É s tu, Princesa do Agreste,
Encantadora Arapiraca

Côro

Parabéns, Arapiraquenses,
A vossa Terra, mãe gentil,
É uma estrela que rutila
Nêste colosso, o Brasil.
Ó terra adorada e bela
Com o teu porte sorridente
Vibra, canta e seresta
Hoje és independente
Pela tua independência,
Cheio de orgulho e de amor,
Foi Esperidião Rodrigues
O grande batalhador
A êste forte baluarte
Da nossa Emancipação
O nosso culto de amor,
De afeto e veneração.

Lenda de Arapiraca – Projeto de Lei nº 18 de autoria do Vereador Dalmácio Lúcio da Silva, dispondo da oficialização da Lenda de Arapiraca, de autoria do Professor José Maria de Vasconcelos – em 2ª discussão na Sessão Ordinária do dia 07/10/1967. Nesta Sessão, convocada Sessão Extraordinária para aprovação do Projeto nº 18.

Texto original aprovado seguindo as regras gramaticais vigentes na época:

Dêsde épocas remotas, como ainda hoje, corre descansadamente, o conhecidíssimo riacho PERUCABA; suas cristalinas águas outrora se encarregavam de matar a sêde dos viajores e fertilizar o abençoado solo ainda deserto de civilização.
Naquêle córrego preguiçoso, encontramos a essência da HISTÓRIA DE ARAPIRACA. Nêle localizamos o mistério de como surgiu esta magna cidade dos Andrés que talvez já existisse há uma centúria de anos.
Primáriamente as águas daquêle ribeiro eram dôces como suco da cana mas hoje são salgadas como as do mar. Piscoso que era, não lhe faltavam às margens aglomerado de pescadores para dêle tirar o necessário sustento.
Em uma risonha manhã de primavera de 1848, verificou-se nas desgastadas margens do famoso Perucaba, uma curiosa cena que deixara estupefatos os que se achavam presentes: um recém chegado daquela região, das plagas de Cacimbinhas, chamada Manoel André, arremeçava sua tarrafa para apanhar peixes e colhêira uma de qualidade bastante estranha aos que conhecia.
O pescado, trata-se de um belo peixe de tamanho superior a uma metro, de côr dourada pela metade e o resto de um escamado de vêrde tal qual a fôlha de fumo no ato de quebrar.
Eis que, à proporção que a tarrafa fôra retirada da água o desconhecido peixe pausadamente exclamou: ANDRÉ, LANÇA OS FUNDAMENTOS DE TUA CIDADE, COM O NOME DA ÁRVORE
QUE NO MOMENTO TE SERVE DE TETO, QUE TEU NOME FICARÁ IMORTALIZADO NOS ANAIS DA HISTÓRIA DE ALAGOAS;
O viajante Manoel André, ante a voz do estranho animal, ficou muito temeroso e decidiu silenciar por algum tempo o que presenciara no momento em que se encontrara a sóis nas margens do enigmático Perucaba.
Decorrido algum tempo, o enorme peixe escapou do cêsto em que estava e fizera-se nas águas de onde fôra pescado, desaparecendo por completo.
O ancião Manoel André sentiu a mente perturbada com a árvore que lhe servia de teto, enquanto levantava habitação de argamassa; ao verificar a espécie de madeira, observara claramente que seu nome era ARAPIRACA, pois era o tipo da árvore que mais abundava por aquêles lugares.
Quando se construíram as primeiras habitações da cidade solicitadas a Manoel André, as águas do Perucaba foram mudando de sabor e provavelmente só voltariam a serem dôces como anteriormente, se acontecesse a Arapiraca, o mesmo que acontecera a Sodoma e Gomôrra.
A ARAPIRACA DOS ANDRÉS, começara a desabrochar como pétalas de um lírio que depois de aberto fôsse invejado por todos. A poucos metros da adormecida lagoa, ergueu-se a pequena ermida sob o orago da Virgem do Bom Consêlho, cuja tradição vem sendo mantida até os dias de hoje.

Galeria dos presidentes da Câmara Municipal – inauguração dia 30 de outubro de 1967, às 14:30h ( Sessão Ordinária do dia 28 de outubro de 1967. (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Multa de trânsito para condutor de bicicleta – Registro do pronunciamento do Vereador Agripino Alexandre dos Santos na Sessão Ordinária do dia 11/11/1967 (Leia a ata desta sessão na íntegra), em certo trecho diz: o caso de Albaroamento da rua 15 de novembro há poucos dias e que, nem sequer, foi lavrada multa aos infratores da Lei. Porém, um pobre rapaz da roça que conduzia uma bicicleta e que desconhece os regulamentos de uma cidade, pagou uma multa de ncr$ 2,00

Proibe a denominção de pessoas vivas às ruas, logradouros públicos e prédios escolares– Projeto de Lei nº 22/67, de autoria do vereador Agripino Alexandre dos Santos ( apresentado na sessão ordinária do dia 18/11/1967). (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Eleição da Mesa Diretora – Ata da Sessão do dia 1º de fevereiro de 1968; Presidente Antonio Ventura de Oliveira, Vice-Presidente Domingos Vital da Silva, 1º Secretário Joaquim Bezerra Pereira e 2º Secretário José Ulisses de Oliveira.
(Leia a ata desta sessão na íntegra)

Eleição das Comissões Permanentes da Câmara – Comissão de Justiça, Legislação e Redação Final; Presidente Joaquim Bezerra Pereira, Relator Dalmácio Lúcio da Silva e Secretário João Nunes Ferreira. Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas; Presidente Lourenço de Almeida, Relator Joaquim Bezerra Pereira e Secretário Domingos Vital da Silva. Comissão de Viação, Obras Públicas e Posturas: Presidente Dalmácio Lúcio da Silva, Relator José Ulisses de Oliveira e Secretário Pedro Alexandrino dos Santos.

Rádio Antena de Publicidade – Órgão Oficial do Município. O Vereador Agripino Alexandre dos santos faz uma advertência ao Chefe do Poder Executivo no sentido de que seja providenciado o registro da citada Rádio que vem funcionando clandestinamente ( Sessão Ordinária do dia 31/08/1968). (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Associação dos Vereadores de Alagoas– AVA. – Fundada em 26 de setembro de 1968 (Sessão Ordinária do dia 28/09/1968). (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Eleição da Mesa Diretora – Ata da Sessão de eleição, dia 1º de fevereiro de 1969- Eleitos: Presidente Antonio Ventura de Oliveira, Vice-Presidente Domingos Vital da Silva, 1º Secretário Joaquim Bezerra Pereira e 2º Secretário José Ulisses de Oliveira. (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Eleição das Comissões Permanentes – Sessão Ordinária do dia 22 de fevereiro de 1969. Comissão de Justiça, Legislação e Redação Final: Presidente Joaquim Bezerra Pereira, Relator Dalmácio Lúcio da Silva e Secretário João Nunes Ferreira. Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas: Presidente Lourenço de Almeida, Relator Joaquim Bezerra Pereira e Secretário Domingos Vital da Silva. Comissão de Viação, Obras Públicas e Posturas: Presidente Dalmácio Lúcio da Silva, Relator José Ulisses de Oliveira e Secretário Pedro Alexandrino dos Santos.
(Leia a ata desta sessão na íntegra)
Tiro de Guerra – Projeto de Lei nº 3/69, do Poder Executivo que dispõe sobre a doação de um terreno para construção do Tiro de Guerra de Arapiraca (Aceito na Sessão Ordinária do dia 29/03/69).

Repetidora de TV – Projeto de Lei nº 5/69, que autoriza ao Poder Executivo instalar e manter estação repetidora de televisão (Aceito na Sessão Ordinária do dia 07/06/69). (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Eleição da Mesa Diretora – Sessão do dia 1º de fevereiro de 1970. Eleitos para: Presidente Antonio Ventura de Oliveira, Vice-Presidente Domingos Vital da Silva, 1º Secretário Joaquim Bezerra Pereira, 2º Secretário José Ulisses de Oliveira. (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Tiro de Guerra – Projetos de Lei nºs 5 e 6 do Poder Executivo, que dispõem – O N 5, a construção do polígono de Tiro, e o de nº 6, sobre o funcionamento do Tiro de Guerra (Sessão Ordinária do dia 21/02/1970).

Emissora de rádio difusão – Projeto de Lei nº 7, do Poder Executivo, que autoriza o Poder Executivo a instalar uma Emissora de Rádio Difusão em Arapiraca (Aceito na Sessão Ordinária do dia 21/02/1970).

Banco Econômico da Bahia – Encerramento de suas atividades bancárias em Arapiraca (Sessão Ordinária do dia 09 de maio de 1970 – Registra este fato). (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Estatuto dos funcionários públicos municipais – Projeto de Lei nº 27 do Poder Executivo, dispondo sobre Estatuto (Aceito na Sessão Ordinária do dia 08/08/1970). (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Fundação Educacional – Projeto de Lei nº 40, do Poder Executivo, que autoriza a instituir uma Fundação Educacional (Aceito na Sessão Ordinária do dia 10 de outubro de 1970). (Leia a ata desta sessão na íntegra)

Comments

No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write comment


Warning: Illegal string offset 'rules' in /var/www/html/ricardonezinho.com.br/web/wp-content/themes/solidus-theme/functions/filters.php on line 214

Warning: Illegal string offset 'rules' in /var/www/html/ricardonezinho.com.br/web/wp-content/themes/solidus-theme/functions/filters.php on line 221