4 de agosto de 2021
Imprensa RNZ (1234 articles)
Share

Ricardo Nezinho apresenta sugestão ao Governo para construção do Hospital do Idoso

Preocupado com as questões relacionadas à saúde e bem-estar do idoso, o deputado Ricardo Nezinho (MDB) informou durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 4, que apresentou uma indicação solicitando ao Governo do Estado a criação do Hospital do Idoso. Ao justificar o pedido, Nezinho fez um breve histórico sobre a perspectiva de vida do cidadão, citando dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera como idoso todo cidadão com mais de 60 anos de idade. Atualmente são mais de 848 milhões de idosos no mundo, dos quais 25 milhões só no Brasil.

O parlamentar observa que o aumento da expectativa de vida da população idosa ocorre devido a fatores como educação, saúde, índice de violência, saneamento básico e alimentação, destacando ainda o Estatuto do Idoso como uma das ferramentas importantes na defesa dessa parcela da população. “Essa geração deve dar exemplo às gerações futuras, porque cuidar do idoso é respeitar o seu futuro”, disse. “Assim sendo, dei entrada numa indicação para que o Governo do Estado, assim como fez o Hospital da Criança e o Hospital da Mulher, possa dar os primeiros passos para construir o Hospital do Idoso”, informou Ricardo Nezinho, pedindo o apoio dos seus pares na aprovação da matéria.

O presidente da Casa, deputado Marcelo Victor, classificou o tema abordado como de grande importância e avaliou que uma sociedade que não trata bem seus idosos é egoísta. “Os jovens – quando digo jovem me refiro também às pessoas de meia idade – que desconsideram os idosos são pessoas egoístas por natureza. É uma sociedade que não vai se desenvolver nunca. Um país só se desenvolve quando o seu povo é tratado bem, da criança ao idoso”, declarou Victor, cujo pai, o ex-deputado Gervásio Raimundo, tem 90 anos de idade.

O pronunciamento de Ricardo Nezinho também foi aparteado pelos deputados Inácio Loiola (PDT), Tarcizo freire (PP) e Francisco Tenório (PMN). O primeiro parabenizou o colega pela escolha do tema e criticou aqueles que destratam os idosos. “A partir dos 60 anos você não passa a ser uma pessoa inútil, ao contrário, você se torna uma pessoa que tem muito a contribuir com o mundo. O que envelhece são as ideias”, disse Loiola. O deputado Tarcizo Freire disse que, aos 61 anos, já está incluso no rol dos 848 milhões de idosos no mundo, e que “chegar aos 50, 60 ou 70 anos é mais que uma aventura”.

Colaborando com a fala de Nezinho, o deputado Francisco Tenório informou que há uma indicação de sua autoria encaminhada ao Governo do Estado, solicitando a criação de uma Delegacia de Proteção ao Idoso. “Nós temos muitos relatos de violência contra o idoso e, às vezes, até violência familiar. O abandono, a exploração do idoso e esses casos são levados a delegacias diversas, que não dão o devido trato, por isso resolvi solicitar ao governador que envie um projeto de lei criando uma delegacia especializada”, informou Tenório, citando a importância da convivência com a pessoa idosa, a exemplo a própria mãe, hoje com 95 anos.

 

FONTE:  www.al.al.leg.br

Imprensa RNZ

Imprensa RNZ