5 de Maio de 2016
Imprensa RNZ (1038 articles)
Share

Plano de Segurança para Motociclistas pretende reduzir acidentes em Alagoas

Os números com acidentes de trânsito envolvendo motociclistas em Alagoas são assustadores. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AL) 39% das mortes no trânsito em Alagoas são de motociclistas. Os dados foram divulgados durante o lançamento do Plano de Segurança Viária para Motocicletas e do Movimento Maio Amarelo, no auditório do Planetário Municipal, em Arapiraca.

Com a presença do diretor do Detran, Antônio Carlos Gouveia, do vice-prefeito Yale Fernandes, que representou a prefeita Célia Rocha, do deputado estadual Ricardo Nezinho, do superintendente da SMTT de Arapiraca, Ricardo Teófilo, vereadores, secretários municipais, entre outras autoridades.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Maceió e Arapiraca são responsáveis por 55% dos acidentes com vítimas fatais de motociclistas em Alagoas.

Durante os depoimentos das autoridades, o diretor do Detran, Antônio Carlos Gouveia, ressaltou que o plano pretende contribuir para a mudança de comportamento dos motociclistas.

“Para promover mudanças no comportamento do condutor é preciso conscientizá-lo sobre sua responsabilidade no trânsito e garantir medidas simples de segurança ao conduzir um veículo de forma preventiva e que salvam vidas”, disse Carlos Gouveia.

Ele frisou que falar ao celular enquanto dirige é a terceira causa de acidentes no estado e que um motociclista falar ao celular enquanto conduz uma moto é um ato de arbitrariedade.

“Basta um segundo para causar um acidente e a recuperação da vítima leva em média seis meses para ser restabelecida”, comparou o diretor do Detran.

DSC_9256

O vice-prefeito de Arapiraca, Yale Fernandes, e o deputado estadual Ricardo Nezinho, falaram da importância de as ações educativas do Detran de Alagoas serem lançadas em Arapiraca.

“Apesar dos números elevados de acidentes com motos na Região do Agreste, o lançamento do Plano de Segurança e do Movimento Maio Amarelo aqui em Arapiraca irá reforçar a conscientização da população sobre a situação e vamos contribuir para minimizar os acidentes em nossa região com a conduta responsável dos motociclistas no trânsito”, disse Yale Fernandes.

Para o superintendente da SMTT de Arapiraca, Ricardo Teófilo, o lançamento das ações em Arapiraca é importante porque mobiliza as autoridades sobre o assunto e mostra que a cidade precisa envolver a população de forma integrada e participativa no combate à violência no trânsito.

“A SMTT tem trabalhado intensivamente com as ações de educação para o trânsito e sempre envolvida com as iniciativas do governo do estado por meio do Detran para que os serviços do órgão tenham o apoio de todos na construção de um trânsito seguro”, afirmou Ricardo Teófilo.

Números que assustam

DSC_9221

A secretária executiva da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Rosimeire Rodrigues, enumerou os dados de acidentes do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, e do Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca. Os acidentes compreendem a Região Metropolitana da capital e da Região do Agreste. Maceió contabilizou 1.177 acidentes com motos e Arapiraca 447. Motociclistas que caíram do veículo somam 7.076. Colisão entre motos chegam a 1.328 e de carro e moto 987 acidentes.

Segundo a secretária da Sesau, as vítimas de acidentes de trânsito têm entre 20 anos e 39 anos. “São pessoas que estão na fase produtiva de suas vidas e são economicamente ativas. Esses acidentes trazem um impacto na saúde pública”, alertou.

Já o Detran informou que de 2002 a 2014 a frota de motocicletas aumentou 487% no estado. E que o atendimento às vítimas no Hospital Geral do Estado, na capital, subiu 669%.

Campanha de conscientização

A equipe do Detran de Alagoas apresentou a campanha publicitária que vai ser divulgada nos meios de comunicação, rádio, jornal, TV e redes sociais sobre casos reais de acidentes de trânsito em que famílias perderam um ente querido em decorrência de acidente de trânsito.

Os vídeos trazem também mensagens com números que impressionam. Por ano, 43 mil pessoas perdem suas vidas no trânsito no Brasil. Em Alagoas, os números também são grandes e a imprudência no trânsito aumenta cada vez mais. Condutores de carros e motos ainda não usam itens essenciais de segurança com o capacete, para motociclistas, e o cinto de segurança para motoristas.

DSC_9293

A solenidade terminou com a apresentação da peça “Proteja à vida” com o grupo Guerreiros do Teatro, que encenaram um enredo ensinando a um motociclista a forma segura de conduzir uma moto com segurança.

 

FONTE: www.arapiraca.al.gov.br

Imprensa RNZ

Imprensa RNZ