25 de Março de 2016
Imprensa RNZ (1159 articles)
Share

Demora na decisão de Célia se transforma em “penitência”

O silêncio da prefeita Célia Rocha (PTB) deverá aumentar a penitência durante a Semana Santa dos vereadores e dos pretendentes a prefeito do grupo. Os vereadores de Arapiraca da base de apoio ao governo municipal aguardam o posicionamento da prefeita Célia Rocha, sobre a sucessão este ano. Todos esperam que na próxima semana, a prefeita decida se renovará sua licença, ou não e principalmente, se vai oficializar sua decisão de não disputar a reeleição.

Os vereadores da base aliada têm demonstrado fidelidade à prefeita e ao governo municipal. Um exemplo foram os vereadores do PSD, que abandonaram a sigla porque o deputado estadual Tarcizo Freire se lançou candidato a prefeito e cobrou deles o apoio partidário previsto em lei.

Depois de se livrarem do peso que se tornou o PSD com a candidatura de Freire, os vereadores aguardam agora uma definição do quadro político, já que o vice-prefeito Yale Fernandes (PMDB) poderá ser o candidato a prefeito, assim com o deputado estadual Ricardo Nezinho (PMDB).

Entretanto tudo tem prazo, já que o tempo não perdoa quem fica pensando muito e vendo o cavalo passar selado. O deputado estadual Ricardo Nezinho, não pretende prolongar a “penitência” da Semana Santa e já teria comunicado ao grupo, que não espera mais de 30 dias, pela decisão da prefeita Célia Rocha.

No entendimento do parlamentar o grupo político de sustentação do governo municipal tem que agir com rapidez. Ricardo Nezinho pretende conversar com o vice-governador Luciano Barbosa, provavelmente na próxima semana sobre os caminhos a seguir. Depois desse prazo Nezinho não pretende mais disponibilizar seu nome para ser candidato a prefeito, mas continuará apoiando quem quer que seja o nome escolhido.

Pesquisas de avaliação estão sendo realizadas, enquanto a prefeita Célia Rocha continua sem se posicionar oficialmente se volta ao governo, ou se disputa a reeleição. Um espera dolorosa para todos do grupo, que vão passar a Semana Santa sofrendo com as dores da via cruzes.

Imprensa RNZ

Imprensa RNZ