8 de outubro de 2008
Imprensa RNZ (1039 articles)
Share

CPI dos Combustíveis

Os deputados integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga indícios de cartelização, sonegação fiscal e adulteração na venda de combustíveis no Estado se reuniram, na manhã desta terça-feira, 8, com o procurador de Justiça Max Martins.

Na oportunidade, Martins afirmou que o Ministério Público Estadual (MPE) vai acompanhar todo o trabalho realizado pela CPI, principalmente no que diz respeito a sonegação denunciada pelo Gerente de Substituição da Sefaz, João Cabral, durante depoimento aos parlamentares.

Martins substitui a promotora Karla Padilha para colaborar com o trabalho dos parlamentares, pelo fato de a promotora estar em férias. “Iremos analisar, a partir de agora, todos os depoimentos prestados pelos dirigentes dos órgãos junto à CPI, para podermos contribuir ainda mais para a conclusão dos trabalhos”, afirmou Max Martins.

O presidente da CPI, deputado Ricardo Nezinho (PT do B), disse estar satisfeito com a participação do MP nas atividades da comissão. “Iremos buscar uma audiência com o representante da Receita Federal no Estado, para mostrar a necessidade daquele órgão na condução dos trabalhos da CPI”, declarou Nezinho. Além disso, o parlamentar revelou que nesta semana vai sugerir ao governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), o envio de uma mensagem à Assembléia Legislativa (ALE), criando um Fundo Especial para a modernização do Procon – órgão de defesa do consumidor.

Também participaram da reunião com o membro do MP os deputados Paulo Fernando dos Santos, o Paulão (PT) e Jota Cavalcante (PDT), membros da comissão parlamentar.

 

FONTE: www.alagoas24horas.com.br

Imprensa RNZ

Imprensa RNZ