12 de Maio de 2011
Imprensa RNZ (1010 articles)
Share

CPI da TIM define nomes dos próximos depoentes

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) seccional Arapiraca, Maurício Fernandes dos Santos, e o promotor de justiça do mesmo município, Saulo Ventura de Holanda, serão os próximos a serem ouvidos pelos deputados na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os serviços prestados em Alagoas pela operadora de telefonia móvel TIM.

Os integrantes da CPI da TIM anunciaram nesta quinta-feira, 12, que ambos serão ouvidos na próxima quarta-feira, 18 de maio, no plenário da Casa. Segundo informações da assessoria da CPI, os representantes da OAB e da promotoria em Arapiraca foram convidados porque já haviam questionado os serviços prestados pela operadora na região.

Os trabalhos da CPI foram iniciados no dia 4 de maio, com o depoimento do superintendente do Procon em Alagoas, Rodrigo Cunha, que apresentou dados das reclamações recebidas no órgão contra a operadora entre 2008 e 2010. Ele disse que, de cada dez reclamações recebidas pelo Procon, sete são relacionadas as operadoras de telefonia móvel

Os integrantes da CPI avaliam a possibilidade de ingressar com uma ação para que a TIM seja proibida de vender novas linhas no Estado enquanto não houver solucionado os problemas de cobertura.

Integram a CPI da TIM os deputados: Ricardo Nezinho (PTdoB), que é o presidente, Sérgio Toledo (PDT), Gilvan Barros (PSDB), Ronaldo Medeiros (PT) e Dudu Holanda (PMN). Os suplentes são Luis Dantas (PMDB) e Jota Cavalcante (PMDB).

Imprensa RNZ

Imprensa RNZ