22 de abril de 2005
0 comments
Compartilhe

Biografia de Francisco de Souza Irmão

FRANCISCO DE SOUZA IRMÃO nasceu no dia 15 de agosto de 1953, na cidade de Arapiraca, filho do Sr. Antonio de Souza Barbosa e Dona Josefa Maria de Souza.
Divorciado de Dona Maria de Fátima com quem teve três filhos; Nínive Silva de souza, Anderson silva de Souza e Siuliane Silva de Souza. Técnico agrícola, concluído em Satuba em 1975, funcionário da empresa de Pesquisa de Alagoas – EPEAL, desde 01 de novembro de 1975, hoje funcionário da Companhia Alagoana de Recursos Humano e Patrimoniais – CARHP, tendo como local de trabalho a Secretaria Executiva de Agricultura, Irrigação, Pesca e Abastecimento, na Gerência Regional do Agreste, sede em Arapiraca.
Em 1985 foi candidato a Presidente da Associação dos Agricultores da Região Fumageira em Alagoas – AGRIFUMA, onde permanece até os dias atuais.
Como Presidente da AGRIFUMA.
Em 1986 acabou com avalista dos Bancos BB e BNB, pois agricultura é um capital de risco, onde a garantia da terra é a produção e não avalista.
Também em 1986 liberação de recursos para o atendimento de 1.000 produtores, verba do tesouro nacional.
Participei da comissão do perdão da dívida agrícola dos minis e pequenos produtores de Alagoas e Nordeste junto ao Presidente da República.
Participei de vários movimentos sociais de fechamento do Banco do Brasil, com a participação de 3.000 agricultores com a queima de 15.000 Kgs. de fumo como protesto para conseguirmos a prorrogação dos débitos de mais de 10.000 produtores.
Em 1999 a crise se agravou em todo o Estado e com isso conseguimos a cecuritização de todos os produtores inadimplentes com os Banco do Brasil e Banco do Nordeste, que deviam de R$ 200.000,00.
Em abril de 2002 fechamento da BR 101 divisa de Porto Real do Colégio com Propriá, durante 6 horas, causando um engarrafamento de mais de 50 Km de veículos com o objetivo de prorrogar o débito de mais de 40.000 produtores que deviam ao Banco do Brasil e Banco do Nordeste, contas impagáveis com débitos acrescidos em 10 vezes do valor adquirido, com esse movimento o Governo Federal criou medidas provisórias nº 77 depois transformado em Projeto lei com o nome: Lei de Conversão 33, onde se pediu prorrogação das contas dos agricultores inadimplentes por 20 anos com 5 de carência dos Fundos Constitucionais do Nordeste o Fundo dos Trabalhadores – FAT.
Março 2003 novo fechamento da BR 101 durante um período de treze horas causando engarrafamento de mais de 100 km onde foi negociado com o Governo Federal atendendo as reivindicações aprovando a medida provisória 114, tendo sido iniciado em 2002 e só consolidando em 2003, com a Lei nº 10.696 de 2 de julho de 2003, e com isso foi beneficiado mais de 40.000 produtores no estado de Alagoas e mais de 300 produtores no Nordeste Brasileiro, onde houve abatimento de 70 a 90% dos débitos de agricultores tradicionais e assentados, com prazo de prorrogação de 18 anos para assentados e 10 anos para os demais agricultores até R$ 35.000,00.
Em 16 de junho de 2003 – fechamento do Banco do Brasil no município de Girau do Ponciano com mais de 2.000 produtores conseguindo a liberação de R$ 11.000.000,00 para atender a 9.000 pequenos produtores no Estado de Alagoas.
Em 1988 foi candidato a Presidente da CAPIAL, ganhando com expressiva votação, onde neste mesmo ano, participou do Congresso Brasileiro de Cooperativa em Brasília de 7 a 12 de março do mesmo ano.
Em 1994 foi procurado por muitos amigos para defender a candidatura de vereador na Câmara Municipal, onde consegue, com 520 votos a suplência do Vereador José Lessa, na próxima eleição foi candidato também a vereador conseguindo desta feita 790 votos.
Durante estes mandatos participou do XXXII Encontro Nacional de Vereadores de 26 a 28 de junho de 1995.
Projeto da construção de Estrada Vicinal que beneficia a Comunidade do Sítio Fernandes e Vila São Francisco, uma extensão de 6 Km.
Projeto de uma lavanderia comunitária no Bairro Manoel Teles, beneficiando mais de 200 famílias, por semana, com um grande aproveitamento do manancial de água existente naquela localidade.
Projeto do Poço artesiano com dessalinizador nas Vilas Canaã, São Francisco, Lagoa do Rancho, Fernandes, povoado Capim, Capim dos Calistos e Capim do Umbuzeiro, todos no município de Arapiraca beneficiando todas as famílias com água potável de boa qualidade.
Projeto de Lei na Câmara dos Vereadores, criando o curso de 1º Grau na Escola Guimarães Passos na Vila Fernandes e criação de 2º Grau na Escola Fernando Collor de Melo em Vila Canaã.

Comentários

Nenhum comentário! Você pode ser o a comentar este post!

Write comment

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *