15 de setembro de 2021
Imprensa RNZ (1234 articles)
Share

Assembleia relança a obra “Terra das Alagôas” em comemoração aos 204 anos do Estado

Em comemoração aos 204 anos de emancipação política de Alagoas, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e a Diretoria de Comunicação da Casa relançam nesta quarta-feira, 15, o livro “Terra das Alagôas”, de Adalberto Marroquim. Originalmente publicado em 1922, a obra foi impressa em Roma, na Itália, e fez parte das comemorações, aqui no Estado, do Centenário da Independência do Brasil. O presidente do Poder, deputado Marcelo Victor, disse que ao decidir relançar esta obra histórica, o Parlamento alagoano reitera o sentimento de fomentar a compreensão coletiva do passado, no sentido de proporcionar melhor entendimento do presente e assim contribuir com a construção do futuro do nosso Estado.

“‘Terra das Alagôas’ é um valioso acervo de época, que nos remete ao início do século passado. Contendo em profusão raras imagens fotográficas e informações sobre localidades, monumentos, empreendimentos e personagens que fazem parte da trajetória alagoana, a obra auxilia na composição da nossa identidade”, observa o chefe do Legislativo alagoano. “Adalberto Marroquim, era pernambucano, mas ainda novo se fixou em Alagoas, onde ocuparia importantes funções públicas, chegando a ser vice-governador, em 1928. Faleceu jovem, aos 52 anos, deixando uma importante folha de serviços prestados ao Estado”, ressalta Marcelo Victor. “Reveste-se, portanto, de significado especial o relançamento desta obra, pelo seu conteúdo, no transcurso dos 204 anos de existência do Estado de Alagoas. Devo registrar que esta nova edição foi sugerida pelo deputado Ricardo Nezinho (MDB), a quem agradeço em nome de todos que integram a 19ª legislatura”, completou.

Para o presidente da Academia Alagoana de Letras, Rostand Lanverly, “Terra das Alagôas” não é simplesmente um livro, mas um robusto documento que foi entregue ao povo alagoano por seu autor. “Coube-me, em atendimento ao honroso convite efetuado pela presidência do Poder Legislativo, apresentar esta nova edição do compêndio de Adalberto Marroquim, cujo teor foi lido em um só folego, oferecendo-me a oportunidade de ao menos em poucas linhas ser igualmente grande como os personagens ali retratados e que fizeram a história da nossa terra no início do Século Vinte”, disse Rostand Lanverly, ao prefaciar esta terceira edição de “Terra das Alagôas”.

O autor
Formado em Direito, Adalberto Affonso Marroquim nasceu no dia 12 de setembro de 1888 na região de Palmares. Ingressou na Faculdade de Direito do Recife em 1908, para se formar em 1911, juntamente com os alagoanos Bráulio Cavalcante e Pontes de Miranda. Talvez por ser colega desses dois alagoanos ilustres, já visitava Alagoas ainda nos tempos da academia. Em 1915, exercia a advocacia em Maceió, onde também ocupou o cargo de Fiscal Municipal junto à Companhia de Bondes Elétricos. Em 19 de fevereiro de 1922, embarcou no vapor Itaúba com destino ao Rio de Janeiro e, de lá, para a Itália, com a missão de mandar imprimir o livro. A obra chegou a ser reeditada no ano de 2000.

“Terra das Alagoas” também está à disposição da população em sua versão digital. Para tanto, basta acessar a biblioteca do site oficial do Parlamento alagoano.

 

FONTE:  www.al.al.leg.br

Imprensa RNZ

Imprensa RNZ