29 de junho de 2016
Imprensa RNZ (1174 articles)
Share

Arraiá Balança Mas Não Cai quebra ‘jejum junino’ após 7 anos

O Arraiá Balança Mas Não Cai estava em uma espécie de ‘jejum junino’. Há sete anos, não realizada seus festejos em seu bairro de origem, o Santa Edwiges.

Os envolvidos apenas estavam fazendo apresentações com o coco de roda – que carrega o mesmo nome – pelas comunidades de Arapiraca, no anos anteriores.

Segundo um dos organizadores, Eduardo Kellvy Rodrigues, havia essa necessidade de retornar, a fim de resgatar a tradição nordestina naquela localidade. “Viemos ensaiando durante 6 meses para mostrar o nosso potencial aqui no palhoção, com um coco e samba de roda de primeira linha”, diz.

O destaque do grupo vai para o pequeno Cleber Júlio Pereira Silva, de 12 anos, o “Índio”, que no ano passado tocava na banda de apoio do coco de roda Balança Mas Não Cai e, hoje, faz parte imprescindível dos dançarinos.

Na cenografia, havia a casa da rezadeira, casa do coco, a sede e casa do fazendeiro, a igreja, a bodega e o cemitério.

Compondo a programação, apresentaram-se a quadrilha matuta Roça de Milho, da comunidade Cajarana, a dança da fita, a dança da peneira e, claro, o coco de roda que leva o nome do arraiá, fazendo números tradicionais e mais modernos ao som de clássicos da música nordestina.

Além do vice-prefeito Yale Fernandes, prestigiaram o evento o deputado estadual Ricardo Nezinho; a secretária Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), Rita Nunes; o secretário Municipal de Governo, José Lopes; o diretor de Ação Cultural da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), Wagno Godez; e a diretora de Turismo da Sectur e coordenadora deste 14º Concurso de Resgate às Tradiçoes Juninas, Franciane Asevedo.

 

FONTE:  www.web.arapiraca.al.gov.br/

Imprensa RNZ

Imprensa RNZ